IMG_1292-1.JPG

Curiosidades Culinárias – 6 coisas que você não sabia sobre culinária

Podemos dizer que a culinária é uma forma de arte infinita, pois são incontáveis as variações que podemos criar com o intuito de criar pratos maravilhosos, deliciosos, verdadeiras obras primas da gastronomia. A culinária está cheia de segredos, mistérios e curiosidades que muitos poucos sabem, mesmo os mais apaixonados por toda essência e arte da culinária.
Separamos 10 curiosidades um tanto quanto inusitadas sobre culinária, pegue já o bloquinho de notas, caneta e anote, pois nunca se sabe quando esse conhecimento virá a lhe ser útil.

1- O mel, aquele doce alimento, rico em propriedades medicinais, faz muito bem para saúde, e o melhor de tudo, ele nunca estragará, nunca mesmo, não importa o tempo que se passa, o mel ainda estará apto a ser consumido. Mas por que o mel nunca estraga? A resposta é simples, mas interessante: pouca água e muito açúcar, apenas esses dois fatores transformam o mel em um alimento incrivelmente duradouro.IMG_1293.JPG2- Há quem já se perguntou, por que não existem alimentos naturalmente azuis? De fato, eles existem, mas são extremamente raros. Isso se deve a um processo bioquímico, onde os pigmentos que conferem a cor azul são muito sensíveis a luz solar, assim acabam se degradando facilmente. São realmente raros os tipos de alimentos que ainda possuem a cor, um deles é o mirtilo, uma frutinha que lembra bastante uma uva, válido ressaltar que o mirtilo possui ótimas propriedades benéficas para nós. Para quem nunca ouviu falar do mirtilo, saiba que ele também é conhecido por um outro nome: Blue Berry.IMG_1291.JPG3- As panelas como conhecemos hoje não eram nada parecidas com as de antigamente. A data de invenção da panela está datada em 10 mil a.C. aqui na América do Sul, com o tamanho aproximado às panelas comumente vistas nas cozinhas industriais de fábricas e restaurante. As primeiras panelas eram de ferro fundido, tortas, desengonçadas e extremamente pesadas. Certamente que as panelas revolucionaram a alimentação humana e o preparo dos alimentos que agora poderiam ser preparados em grandes quantidades. Antes das primeiras panelas surgirem, os alimentos eram preparados em conchas, cascos de tartarugas e até mesmo dentro do estômago dos animais.

IMG_1295.PNG4- Por que o brigadeiro tem tal nome? Alguns alimentos têm nomes que soam tão bem quando falamos, mas se for parar para pensar, não possui um significado realmente, o que nos leva à perguntar, por que tal alimento tem tal nome? A palavra brigadeiro, por exemplo, é o nome dado a uma patente da aeronáutica. em 1945, o Brigadeiro Eduardo Gomes (1896-1981), da União Democrática Nacional, disputava a presidência do país com o marechal Eurico Gaspar Dutra (1883-1974), do Partido Social Democrata, protegido do então presidente Getúlio Vargas. Eduardo era um homem alto e charmoso que nunca se casou, tanto que o slogan de sua campanha era: “Vote no Brigadeiro, que é bonito e é solteiro”. Pensando nisso, as mulheres que o apoiavam resolveram criar um docinho para arrecadar fundos para a campanha. Misturaram leite condensado com chocolate em pó e criaram o “docinho do brigadeiro”. O doce fez sucesso, mas infelizmente para Gomes, isso não mudou muito sua situação e acabou que não ganhou a eleição.

IMG_1294.JPG5- O cachorro quente, uma atração para toda criançada e muitos adultos, apesar de conhecermos o cachorro quente a muito tempo, até hoje ninguém sabe ao certo a sua origem. A história mais antiga que temos conhecimento é uma que se passou em 1852, onde um açougueiro de Frankfurt, na Alemanha, decidiu batizar as salsichas que fabricava com a raça de seu cão, chamado de “dauchsund sausage”. A invenção fez sucesso em Nova Iorque e, em 1906, Harry Mosley Stevens resolveu vendê-las quentinhas dentro de um pão para quem fosse assistir aos jogos de beisebol. Logo, a ideia ganhou o nome conhecido até hoje: hot dog.

IMG_1296.PNG6- Já ouviu falar sobre alguns grãos de café refinados em fezes de animais? Pois é, pode ser um pouco difícil de acreditar mas é verdade. Alguns grãos de café passam por fezes de animais antes de servidos. Entre esses grãos mais ‘refinados’ está o mais caro do mundo que é produzido na Tailândia e é refinado em fezes de elefante. Mesmo para as pessoas com gostos mais exóticos, devo dizer que este café não para qualquer um devido ao seu preço absurdo de R$2.200 00 o quilo.

IMG_1292.JPG

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *