Posts

image002-3

A renovação do Cadillac Burger

Hamburgueria adota conceito grass fed de forma pioneira no país


Conhecido desde 2012 como um dos destinos gastronômicos de São Paulo, o Cadillac Burger torna-se agora a 1ª hamburgueria grass fed (ler Box ao final do texto) do Brasil. Após longa pesquisa de campo sobre novos hábitos mundiais de alimentação e em especial sobre criação de gado, o empresário Tatá Lowrider decidiu adequar o conceito da casa à economia sustentável. Seus hambúrgueres passam a usar carne de bovinos criados livres e alimentados somente de pastagem resultando assim em uma carne com até 30% menos colesterol, menos gordura e mais rica em nutrientes como o Ômega 3. “Estudamos bastante algumas possibilidades dentro e fora do país para chegar a um produtor no Uruguai, de quem compramos diretamente carne da raça Angus, de altíssima qualidade”, relata Tatá. A preocupação com a sustentabilidade de seus ingredientes chegou também à carne de frango, totalmente orgânico, à salada, colhida diretamente da horta aquapônica própria, e aos milk-shakes, que levam leite de vacas também criadas no mesmo método grass fed.
Preparados de forma artesanal e assados na grelha, os clássicos hambúrgueres como o Old Fashioned, com cheddar inglês, alface, tomate e picles, ganham novas companhias. Entre as estreias estão o Lowrider Burger (R$30), que leva bacon defumado na casa, alface, tomate, ovo, queijo gratinado e molho artesanal de pimenta chipotle, o Distrito Mooca (R$31), com mix de cogumelos salteados, queijo gratinado e rúcula servido no pão de cebola e o Los Angeles (R$31), em que o disco de carne recebe camembert frito, rúcula e geleia artesanal de frutas vermelhas. O Veggie Burger (R$32) foi reformulado e se tornou 100% vegano, feito com grão-de-bico, aveia, quinoa real e curry e servido com rúcula e tomates maduros. Para marcar o novo momento da casa, Tatá também elaborou novas porções, tão caprichadas quanto as antigas, como a de Chicken Tenders (R$22), pedaços de frango orgânico empanados servidos com molhos Ranch e mostarda e mel, ou as Curly Fries (R$18), batata frita exclusiva da casa, além da Chicken Salad (R$25), com peito de frango orgânico defumado, servido no bowl com mix de folhas orgânicas e tomate-cereja.
Para os fãs de carne suína, as tradicionais Ribs BBQ têm o toque defumado especial produzido pelo PIT (churrasqueira ao estilo americano) da casa e chegam acompanhadas de molho barbecue artesanal e fritas. Para acompanhar, o Milk-shake de Frutas Vermelhas (R$22), feito de sorvete de leite e frutas vermelhas, é a pedida certeira; ou a versão sucesso entre adultos, o Adult Milk-shake (R$35), com sorvete artesanal de chocolate acompanhado de rum Sailor Jerry, o que o deixa com um leve toque de especiarias. Refrigerantes importados, chá gelados e sucos orgânicos completam a carta de bebidas.
Sobre Grass fed
Em tradução literal, “grass fed” ou alimentado de grama, significa que toda carne produzida por este método provém de gado nutrido somente de pasto, e não de grãos, como soja ou milho. Crescente nos Estados Unidos, grande consumidor de carne vermelha, aqui o produto pode ser encontrado no Uruguai e ganha por sua qualidade em nutrientes, maciez e sabor intenso. Por serem criados em pastos abertos, e terem alimentação mais adequada ao seu organismo, os animais vivem melhor, o que produz uma carne rica em Omega-3, vitaminas A, E e glutationa. Ela também possui mais CLA (conjugated linoleic acid), uma gordura trans natural formada em ruminantes como vacas e cordeiros e que tem propriedades anti-cancerígenas e anti-inflamatórias. No pasto, o gado vive sua biologia natural, resultando assim em uma carne ainda é mais rica em antioxidantes que a tornam mais resistente aos efeitos danosos da sua oxidação durante o procedimento de cozimento.
Serviço:
Cadillac Burger
Endereço: Rua Juventus, 296, Mooca – SP 
Telefone: (11) 2273-8074 / 2069-9982
Funcionamento: Terça à quinta, das 12h às 15h/ 19h às 23h; sexta das 12h às 15h/ 19h às 23h30; Sábado 12h às 00:00; Domingo, das 18h30 às 22h30
www.cadillacburger.com

Hospedaria
Bolonhesa

HOSPEDARIA LANÇA EXECUTIVO DE PERSONALIDADE POR R$ 39


Almoço executivo tornou-se uma expressão corriqueira. Em vez de denominar um almoço de negócios, passou a ser usada para qualquer fórmula ao meio-dia. Na Mooca, por sua vez, o Hospedaria decidiu apostar num conceito nova iorquino – o power lunch. A força do nome não necessariamente vem de pratos substanciosos, embora a casa que honra todas as nonnas e mesmo bachans paulistanas não se desprenda deles. A força vem de um encontro, em torno da comida, que ligue negócio e prazer.

Quer se trate de um bife a cavalo ou de um lámen de frango e legumes, é necessário abrir o apetite para o sucesso. O espaço amplo do galpão, essencialmente urbano e vivaz, o atendimento amigável e o menu familiar do restaurante são convidativos.
Na prática, funciona assim: de terça a sexta, das 12:00 às 15:00, é possível pedir por apenas R$ 39 uma das entradas mais um prato principal do menu da casa. Com um detalhe: no formato individual das entradas e não para compartilhar.
Dentre as entradas destaque para a Brusquetta (Pão assado na hora na lenha com pickles de tomate, tomate confit, tomate tostado, tomate cru, óleo de alho e manjericão), Frango a passarinho (Frango marinado 24 horas, empanado e frito. Mayonese de miso com wasabi e salsa fresca) e o Salpicão (frango desfiado, mayonese caseira, milho, cenoura, batata palha, uva passa e azeitona preta).
Risoto do imigrante (Arroz agulhinha, pedaços suculentos de frango e de carne de porco, legumes orgânicos da estação, palmito pupunha, ovo mole, queijo meia cura), Bolonhesa (Massa fresca feita na casa, molho de tomate com carne de porco e carne bovina, fonduta de meia cura e tostado na lenha) e o Milanesa (coxão mole de angus empanado e frito, salada de batata com maionese caseira e agrião) são alguns exemplos dos principais que podem ser escolhidos.
Sobre o Hospedaria      

A cozinha do Hospedaria baseia-se em receitas dos imigrantes (em grande parte europeias e, desses, uma maioria indiscutivelmente italiana) do século passado. Gente que ainda não tinha vínculos com São Paulo, que trabalhava demais, que enfrentava condições de vida muitas vezes precárias e que, à mesa, encontrava conforto. E o que ia à mesa? Tentativas de resgatar os sabores familiares com os ingredientes e infraestrutura que se encontravam por aqui. Surgia, portanto, uma cozinha original, paulistana, que hoje o restaurante reflete com todos os seus sotaques. 

Hospedaria
Rua Borges de Figueiredo, 82, Mooca, tel.: (11) 2291-5629